-->

terça-feira, dezembro 31, 2013

Congresso Nacional de Tricô - Terceiro

O ano nem bem terminou e eu já estou na contagem regressiva para o Congresso Nacional de Tricô do ano que vem!

Sabe, eu tive medo! Ano que vem é ano de copa. Nunca antes na história do país o congresso disputou com a copa! E vamos combinar que não é lá uma disputa muito justa...

Bom, mas já vi confirmação oficial que vai sim ter congresso! Já vi confirmação extra-oficial da data! E acho que já dá para comprar a passagemmmmmmmmememememeemememememememeem

Confirmação oficial: http://www.congressobrasileirodetrico.com.br/
Confirmação extra oficial da data: http://tricotacuritiba.com/2013/11/26/parabens/

UEBAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAa

terça-feira, novembro 12, 2013

Meu percurso na costura até agora (costura para iniciantes)


Logo depois de testar a máquina, de ler o manual, e de comprar os primeiros apetrechos (linhas, tecidos, encimento, ziper) a primeira coisa "coisa" que eu fiz foi essa necessaire.

Ela saiu torta, a caixa de leite está torta, a altura não ficou muito proporcional, mas o ziper fecha lindamente!

Não segui um tutorial, mas juntei vários tutoriais de necessarie que achei pela internet.

Como referência, deixarei esse video que me ajudou por demais!






Então, me bateu uma vontade de fazer essa peça redonda! Dificil costurar redondo, né? Pois bem, eu treinei bastante nessa bolsinha porta foninho de ouvido, e até que não achei um bicho de sete cabeças não! Além do que a bolsinha ficou um mimo! (talvez, pros meus fones, eu faria um pouco maior, eu comecei essa com um circulo de 11 cm, e usei margem de costura de 0,5cm. Achei que poderia ser um ou dois centímetros maiores.

O tutorial, passo a passo, está aqui http://www.erinerickson.com/2011/11/circle-zip-earbud-pouch-tutorial/




Então, resolvi fazer um presente para uma grande amiga que faz aniversário em Dezembro. Eu já namorava essa bolsinha a muito-muito tempo! Acho que achei ela no começo do Pinterest! Só que eu fiz dupla face, e só usei o tecido de fora e o tecido do forro, ambos 100% algodão (tricolinão velho de guerra). Ou seja, não coloquei manta ou intertela. Como de se esperar ela ficou molenguinha, mas era assim que eu queria.

As cores escolhi para minha amiga. Se eu tivesse feito para mim, teria chamado essa bolsinha de engana mamãe, de um lado uma estampa meiga do tipo "vou na missa", do outro uma estapa cheguei, do tipo "tô facinho na balada". Daí, o engana mamãe que acha que tô indo na missa mas vou me acabar no putzputz (vixi olha que papo de gente velha)

Tutorial, passo a passo aqui, http://pm-betweenthelines.blogspot.com.br/2009/11/messenger-bag-tutorial.html


E então fiz meu porta tablet. Queria um bolso frontal para guardar meu paninho de microfibra que uso para limpar o touch quando ele fica melequento de tantos dedos.

Esse projeto é meu, não tem tutorial nem medida porque fiz da minha cabeça. Foi bem desafiador, mas foi ótimo!

Eu havia feito a lapela (como chama aquele negócio que tem o velcro e é usado para fechar?) muito curta, então tive que refazer na hora de costurar tudo junto. Ou seja, step-back na lapela....

Mas, aproveitei a oportunidade para fazer a costura redonda mais perfeita de toda a minha vida! Tanto a interna quanto a externa. Achei que ficou perfeito tanto na hora que virei e não ficou aqueles babados ou picos, quando no arremate.

Olha o  detalhe aí! Clica que aumenta (ui)



terça-feira, setembro 24, 2013

Comprei uma máquina de costura


É essa belezinha aí da foto!

Eu tô com tempo sobrando? Meu banheiro está com o rejunte branquinho? Meus vasos não tem matos e estão adubados? O freezer está cheio d
e feijão cozido?

NAOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

Por outro lado, meu coraçãozinho tá palpitante de felicidade porque finalmente, depois de muito pesquisar (e não chegar a conclusão nenhuma) eu comprei minha máquina!

Foi na Feira de Patchwork de Limeira, na "promoção" (pelo que pesquisei no buscapé, realmente paguei barato, mas no site da própria brother, está só 50 reais mais caro do que paguei)

Bom, fiz nada ainda com ela, titubiei algumas costuras, só para garantir que o motor estava girando. Fiz esse saquinho de projetos. Tenho usado tanto o que minha mãe fez pra mim (depois de alguma pressão de minha parte) que achei que era uma boa por onde começar:




É para guardar meu tricô enquanto estou trabalhando nele

Ainda estou esperando uma vaga na cabeça da minha mãe para ela me dar uma aula. A primeira aula. Sobre como costurar sem fazer essa lambança toda ;)

eh nois

sexta-feira, setembro 06, 2013

A famigerada amostra

Pois então que eu fiz a tão famigerada amostra.

E digo mais! Fiz, medi, lavei, medi, lavei e pindurei e vou medir novamente!

Vamos ver como se comporta essa cetim!

Dados:

amostra antes de lavar:


  • 20 pontos = 11.6 cm
  • 25 carreiras = 10.5 (lateral) / 10.85 (central)
Depois de lavar e secar na horizontal:

  • 20 pontos = 11.5 cm
  • 25 carreiras = 10.8 /10.8
Depois de lavar e secar pendurado na vertical com prendedores fazendo peso na parte de baixo:


  • 20 pontos = 11.5 cm
  • 25 carreiras = 10.5/10.5


Estranhamente, o tamanho das 25 carreiras não ficou maior, inclusive ficou ligeiramente menor! Ou seja, estamos lidando com 70% de acrilico, e pra acrilico não há muita diferença. E o 30% de lã não interfere o suficiente para fazer diferença.




Aí está minha mostrinha coisa linda da mamãe. Você consegue saber qual das listas é bordada e não tecida?

No lado direito, uma borda de botões com cordões de tricô formando um desenho triangular. Mas sabe? Não gostei. Do lado esquerdo, o quadradinho de oito pela metade (sabe-se lá o nome desse ponto), que eu acho que é o que eu vou fazer, gostei do jeitinho dele! Na barra também..

Agora começa as contas. O projeto do casaco propriamente dito.

domingo, setembro 01, 2013

Projeto primeiro casaco: primeiras amostras


Passei a tarde de ontem e boa parte da noite fazendo amostras e mais amostras.

Ainda não fiz a amostra matemática. Aquela de onde tiramos o tal do gauge, ou em português cru, o número de pontos por centímetro. Isso é para outro post.

Eu fiz as amostras das pequenas decisões que formam o todo do casaco. Coisas que vinham ocupando demais minha cabeça.

Os aumentos do raglã

Acontece que eu cheguei a pensar em fazer um raglã charmoso, estiloso, daqueles que tem uma trancinha ou então um pontinho rendado. Mas desisti por um simples e cálido motivo: Esse é meu primeiro casaco sério! (já fiz um de bebe que ficou cheio de erros, mas não conta porque era exercício)

Bom, acho que a humanidade vai concordar comigo que a melhor estratégia sempre é não dar o passo maior que a perna.

Então, resolvi focar somente num raglã normalzinho mesmo.


amostra raglã
Amostra para o aumento do raglã
Dentro do circulo verde, estão os aumentos feitos com laçadas invertidas e 'contra' invertida (a diferença entre inverter para direita ou esquerda).

Veja que não faz buraquinho (não quero buraquinho dessa vez). E veja que o aumento aparece como um lacinho, um l. Muito charmoso e muito discreto, na minha opinião.

No quadrado laranja, são os aumentos feitos no mesmo ponto, trabalhando pela frente e depois por trás, o famoso kfb. Ele deixa um nozinho, quase como um ponto tricô pela metade. Não deixa buraquinho e é sutil, apesar de ser menos discreto que as laçadas invertidas.

Eu demorei para pegar o jeito de onde devem ser os aumentos. Até onde eu entendi, tendo marcado o ponto de raglã, o primeiro aumento acontece um ponto antes, e o segundo no ponto do raglã.

Eu acho que é esse o "raglã clássico do clássico" e acho que é esse que vou fazer. (o outro clássico do clássico é com diminuições, e não aumentos, a diferença entre top-down e bottom-up)

Os aumentos do colarinho (ou gola, ou decote)

No começo de tudo, quis fazer um casaco gola V. Só porque eu amo gola V mesmo. Mas, depois de pensar e refletir sobre essa linha, acho que prefiro um casaco mais quentinho (ela é bem grossa e pesada, em termos esquentatísticos).

Mas é aquela coisa, gola V é fácil, tem um crescimento linear somente definido pela inclinação desejada.

Gola careca/decote redondo não. Não é determinado por uma equação matemática conhecida (por mim, pelo menos).

Então, o que eu fiz? Usei de métodos empíricos! Peguei um papel, meu pescoço, um lápis e desenhei na frente do espelho o que eu achava que seria uma boa gola. Recortei, medi no meu pescoço na frente do espelho de novo.

Coloquei o "molde" sobre a minha amostra (aquela que ainda não é definitiva e ainda não foi lavada, nem esperou 3 dias em descanso absoluto) e fui contando as carreiras e os aumentos necessários.

O resultado foi essa amostra: Ainda não perfeita, mas MUITO próxima da perfeição (só falta uma carreira em algum lugar que ainda não decidi)



amostra colarinho

Para essa amostra eu fiz cordões de tricô, começando com 5 pontos. Então fiz os seguintes aumentos nas seguintes carreiras:

  • 10a carreira - um aumento
  • 16a carreira - um aumento
  • 18a carreira - um aumento
  • 19a carreira - um aumento
  • 20a carreira - um aumento
  • 21a carreira - um aumento
  • 22a carreira - um aumento
  • 23a carreira - cinco aumentos

Claro que, os 5 aumentos do fim não são definitivos, eles vão depender da largura do button band/barra para os botões.

O que me faz lembrar que eu ainda não sei que tamanho de botão eu devo escolher. Não sei nem se existe um "padrão" de tamanho de botão #ALOKA!


Listras listas stripes

Fui no congresso e ganhei dois novelos da linha creme. IGUALZINHA a roxa que eu havia comprado por impulso para fazer meu primeiro casaco.

Como havia desistido da idéia de fazer rendado, de fazer raglã charmoso, seilá eu mais que outras idéias eu tinha desistido! Achei que não ia fazer mal nenhum acrescentar umas listas!

Claro, eu achei que fazer listas era fácil! Até me lembrar que quero fazer a banda do botão já no casaco, sem precisar levantar os pontos. Foi uma meleca lidar com tanto novelo junto.

Pelos meus cálculos, vou precisar de dois novelos de roxo e um de creme pindurados no trabalho ao mesmo tempo para fazer as listas  "dentro" do tecido. A tal da intarsia.....

O perigo mora no carregamentos das milhões de linhas penduradas que as vezes escorregam para o direito! Você pode ver na fotinho aí de baixo exatamente onde eu errei.




Ficou listado? Ficou! Ficou bonito? Não! Ainda tenho que me acertar como carregar as cores. E ainda vou fazer outra amostra! Se vale a pena esse transtorno? Não sei.....

O principal objetivo era descobrir se quero lista de uma carreira ou de duas. A intenção é realmente uma listinha muito sutil, fininha. Pessoalmente achei que a de uma carreira fica mais feminina. Já estou projetando um casaco sem nada, que seja com a lista mais difícil de todas, né?

Outro objetivo da amostra era escolher qual button band , pensei em fazer uma "onda" com os tricôs, mas não achei definição  (definição aqui significando pixel/inch mesmo) suficiente para um ondulado relevante.

Depois passei para um serrinha triangular, e pareceu que ficou melhor. Tudo isso na margem direita da foto acima.

Na margem esquerda da foto, tem a amostra do quadradinho de oito, ops, do ponto manjado 2k,2p,2k,2p, e o contrário no avesso, seilá eu como chama esse ponto.


A intenção do listado é dar aquele efeito retangular no ombro, no fim do post coloquei uns links para uns projetos que usei de inspiração para as listas.


E acho que eu gostei mais de 5 carreiras em roxo para cada carreira em creme.

Ah, outra coisa, as listas não podem chegar até o busto, já que nessa parte vai ter as carreiras encurtadas (que eu ainda não projetei) que vão fazer as listas desencontrarem. Sem contar que lista no busto só evidencia qualquer imperfeição do busto, como meus peitos são naturais da natureza eles são imperfeitos hehehehe :P

Gente, é muita decisão para um casaco só!

Tudo, para ficar na espectativa se ele vai criar bolinha na primeira usada......

Ah, tudo isso é o fio cetim da cisne, roxo e creme.

links:
http://www.ravelry.com/patterns/library/hipster-stripe-cardigan
http://www.ravelry.com/patterns/library/thyone
http://www.ravelry.com/patterns/library/paulie

(entre outros.... infinitos.... cada busca é mais coisa que eu analiso....)

sexta-feira, agosto 30, 2013

Projetando um cardiga

Outro dia eu sonhei a noite inteira que estava tricotando meu casaco. Eu não cheguei a terminá-lo, mas foi bem abaixo do decote. Era top-down.


Tudo começou a uns dois anos atrás. Comprei lã a 8 reais o novelo, na pressa, porque ia fazer meu casaco! Então cheguei em casa, fiz uma amostrinha do ponto e montei os pontos.

O tamanho até que ficou bom, só que, o ponto que eu escolhi era rendado (sim, eu quero um casaco rendado) e o mais óbviu era fazer a faixa para os botões em cordões de tricô, certo?

Pois que a parte rendada ficou mais comprida que a faixa para os botões. Além de, sabe-se lá porque, o que era para ter subido reto começou a pender para um lado.

Pense na torre de pizza.


Hoje eu sei que aquele ponto estava errado (ou eu li errado e passei para minha cola errado, ou estava no livro errado). O quer era para ser mate duplo central estava escrito (ou eu interpretei) como mate duplo, e por isso, o trabalho estava tumbando para o lado.

(além do fato de eu não ter certeza que estava fazendo tricô torcido onde deveria ser tricô)



Xaleco Bitterroot - amor

Eu me lembro bem que assisti muito das empreguetes fazendo meu casaco. Você lembra das empreguetes Cheias de Charme?

Então eu parei. Respirei. Susseguei o facho e fui aprender tricô. Me debulhei de ler sobre amostra. Me debulhei de ver video no youtube. Voltei do começo.


Xale Izabel
De repente eu estava com a inscrição para o congresso de tricô paga. De repente eu estava recebendo as apostilas para estudar. De repente chegou o dia e eu estava lá, respirando tricô, por um final de semana inteirinho!

Aulas maravilhosas. A sensação que eu tenho é sempre de estar sobre ombro de gigantes. Não somente das pessoas que estavam lá no congresso ensinando. Ou as pessoas das listas que sempre podem responder uma dúvida. Mas, qualquer espirro que se dê no Google você acha não somente uma, mas várias técnicas para fazer aquilo que você precisa.

E não somente as técnicas, mas um artigo comparando e localizando as técnicas e quando usa-las.

Ombro de gigantes!


Bitterroot

E o Ravelry? Só tenho uma coisa a dizer: Obrigada Senhor pela graça alcançada, amém! Que os "donos" do ravelry ganhem muito dinheiro para todo século amém.

 Agora, voltei a projetar meu casaco. Por algum motivo decidi que é mais fácil fazer um casaco top-down sem seguir uma receita do que escolher um de uma receita e adapta-lo. Talvez seja a sensação de que você vai ajustando conforme vai tricotando. Talvez, a preguiça de ler essas receitas complexas dos casacos.

Eu queria gola V. Agora sei que o fio que comprei sem pesquisar não é para o casaco que eu queria. Eu queria um casaco mais fresco, meu fio é pesado e quente. Eu queria um casaco rendado, meu fio é grosso e a renda não fica evidente como eu gostaria. A gola agora será redonda/careca.

Então, resolvi que vou sim usar essa linha, mas não para aquele casaco, vou projetar outro.

O fio que eu comprei é roxo. No congresso ganhei dois novelos do mesmo fio, porém de cor diferente, bege. Estou pensando seriamente em pequenas listas, acompanhando o crescimento quadrado do ombro das mangas raglans do top-down.

Também deixei de lado a renda. Para isso, penso numa linha de algodão, e já tenho a receita que quero me aventurar: Decimal.

Só tenho uma coisa mais que eu gostaria de comparilhar: Como é difícil decidir o que fazer no casaco que a gente está esperando para começar faz anos.

Enquanto eu aprendia, fui fazendo xale, gola, xaleco, só coisa linda.








Meu Bitterroot:
http://www.ravelry.com/projects/Dai-daiane/bitterroot


Meu Izabel:
http://www.ravelry.com/projects/Dai-daiane/izabel


terça-feira, junho 25, 2013

Segundo Congresso Nacional de Tricô - Eu fui!

A minha história com o congresso nacional de tricô, doravante chamado "congresso", começou lá em abril, quando eu percebi que sim, eu poderia ir se eu quisesse. (e sim, é um privilégio poder ir num evento desse)

Escolhi as aulas, paguei, confirmei, tudo. Faltando mais ou menos um mês para o congresso, veio o pedido de confirmação no coquetel de abertura. Porém, como eu estaria em viagem, não confirmei, já que eu não tinha certeza se chegaria a tempo.

A euforia de participar do congresso só aumentando. Contei pra todo mundo no trampo. Todo mundo fazendo aquela cara de "mais uma perdendo tempo com idiotice" Mas, não é idiotice pra mim e eu estava muito animada!

Uma semana antes, já com o material necessário, os protestos começam e abalam minha logística. Decidimos (meu marido e eu, já que ele foi comigo) matar meio período do trampo para pegar o busão antes. Portanto, consegui chegar a tempo dos trabalhos iniciais!

Vamos aos tópicos de importância para mim! Tudo o que eu falo aqui é de caráter estritamente pessoal, então, você não precisa concordar e nem discordar.

Rua Augusta

Estava com muito medo. Já não gosto de São Paulo por minha natureza, e antes de ir estava criticando mentalmente a comissão organizadora por ter escolhido tal rua para sediar o evento. Porém, depois que eu andei por lá (com e sem a companhia de meu marido grande e com cara de bandido), me senti segura.

Claro, só saí na rua preparada para ser assaltada, e como não fui, tive 100% de aproveitamento! Mas, foi bem legal. Na sexta esbarrei na molecada descendo a rua com cartazes de "fora feliciano". No sábado vimos o protesto pela janela do hotel.

Palestra da Vitória Quintal

Podem falar o que for! Adorei a palestra da Vitória Quintal! Não é a toa que ela é quem ela é. Ela é muito simpática e sabe contar uma história como poucos. Gostei muito

Desfile da Circulo

Muita coisa estranha, porém, muita coisa linda! E deu bem para balancear e pender amis para o lindo do que para o estranho. Curti de mais!

E o improvável aconteceu! Ganhei um kit super maravilhosíssimo da circulo! Por conta do meu aniversário ser o mais próximo do dia do desfile! Muito legal, veja só:


Aulas

Fiz 3 aulas. Todas as três sobre modelagem e montagem de blusas/cardigans. Porque foi esse o foco que eu quis dar para minha ida ao congresso. Adorei duas das 3 aulas, mas a terceira eu gostei. Então saí no lucro com aproveitamento positivo de todas as aulas.

Fiz aula de top-down, e achei bem melhor começar com a aula do que caçando conteúdo pela internet.
Fiz aula de montagem de blusas, e foi essa que achei mais fraquinha, a apostila foi bem ruim, mas a professora tinha muita experiência, e respondeu todas as perguntas que eu fiz.

Fiz aula de modelagem de cardigans, e essa apostila é fenomenal! Cheia de contas e cálculos! Muito didática. A professora foi muito-muito simpática!

Não estou dizendo nomes de propósito, minha opinião pessoal não deve interferir na decisão de ninguém, visto que é pessoal e intransferível.

Porém, não foram aulas de "hands-on" e eu tenho meio milhão de quilômetros de lição de casa para fazer! Mas, é fazendo que se solidifica o que foi aprendido, né?



Aproveitei o congresso também para comprar lã-lã. Do tipo que vem do carneirinho.

Como eu nunca tinha pego na mão essas coisas chiques de lã, eu não sabia o que esperar. Acabei comprando duas meadas, uma grossa uma fina.


Eu ainda não comecei a tricotar, e realmente não tenho embasamento técnico nenhum para dizer que essa marca é boa ou não. Eu simplesmente não faço a menor idéia! Quando eu começar eu posso dizer se eu gostei ou não, mais uma opinião pessoal que não vale de muita coisa.

Conclusão

Eu realmente imaginei que teriam mais participantes, principalmente por ser em São Paulo. Não tinha mais do que 150 pessoas, pelas minhas contas... Claro que isso não invalida absolutamente nada, inclusive, teve aula concomitante, ou seja, durante uma aula estava rolando outra aula em outra sala, e isso pode ter interferido de alguma forma. Ou, simplesmente eu achei que tinha uma super multidão interessada em tricô porque afinal isso é muito lindo.

Eu adorei ter ido e participado de tudo. Aproveitei e passeei um pouco por são paulo, fui no mercadão comer lanche de mortadela e comprar queijo. Passei pela 25 e comprei um colarzinho. E estou doida para ir no do ano que vem! Espero que seja num lugar legal e numa cidade um pouco menor. Vamos ver....

O congresso foi MUITO bem organizado! Os patrocinadores estavam ótimos! Adorei tudo o que eu pude adorar.

Como eu não conheço as pessoas e sou ligeiramente solitária, não me enturmei. Fiz todas as perguntas que quis, e conversei com quem me deu bola, mas acho que não sou assim tão animada para sair falando milhões de coisas com milhões de pessoas. Mas, mesmo tendo ido sozinha (sem amigas) o congresso foi ótimo e eu gostei muito! Agora, só falta eu começar a projetar meu cardigã modelado nos trinques :D

sexta-feira, março 22, 2013

Trico

Esse ano voltei a uma das artes manuais que eu sempre gostei. Tricô.

Esse meu blog é totalmente despretencioso. Por isso não tenho uma frequencia grande de postagens. Porém, eu ainda o amo e ainda quero compartilhar com o mundo alguma coisa.

Entrei para o Ravelry. Comprei um kit de agulhas Addi click (que ainda estão no correio) e estou desenvolvendo várias técnicas.

Vou seguindo caminhando para frente. Vamos ver onde esse caminho vai me levar.