-->

quinta-feira, dezembro 16, 2010

Caixa vermelha


A caixa aí de cima foi feita para presentear uma amiga especial, professora do bordado da minha mãe, mas que na verdade é a centralizadora da mulherada! Que recebe as vizinhas para aulas de bordado, patchwork e um lanchinho da tarde que ninguém é de ferro, né?

Na verdade, as vizinhas não aprendem nada, porque já estão repetindo de ano há uns quatro anos. Mas quer saber? O objetivo nunca foi mesmo aprender! E faz um bem danado essas aulas pra mulherada, heim!

Bom, estampa floral que estava jogada, estampa de bolinha super básica. A intenção era fazer uma caixa com tampa em encaixe, onde a tampa tem o mesmo tamanho da base da caixa, fechando por encaixe e não por sobreposição, como é a maioria das caixas de cartonagem que vejo por aí.

Apesar de ter duas (e apenas duas) fatias de papelão com medida errada (era 47 mm que foi arredondado pra 50mm), já que o papelão foi cortado (a pedido meu, e na faixa) na mesma loja onde comprei o papelão. Fiquei com dó (talvez por ser a primeira vez que compro lá) de fazer um pedido exato e com cara de chato, e não ia consegui pensar em um jeito de tirar os milímetros sobrando sem comprometer o restante (já que não tenho nada além de estilete cegueta e régua). Assim, deixei que duas partinhas ficassem ligeiramente maiores do que deveriam.

Mas essa foi a melhor caixa que já fiz, em termos de acabamento! Ela também ficou super estável! Não ficando pensa ou bamba, e não dá medo dela esfarelar na mão quando se pega, porque é firme!

Estou adorando cada vez mais essa coisa de fazer caixas (sempre quis ter caixas lindas!)

quarta-feira, novembro 17, 2010

Caixa com Patchwork no isopor

Fiz mais uma caixa, agora com a técnica do patchwork no isopor.

Achei, apesar do que li na internet, a técnica muito simples e fácil de fazer. É claro que quanto mais detalhado o desenho escolhido, mais trabalho você terá, mas por outro lado, mais riqueza no resultado.


A dica é, escolha desenhos com áreas maiores. Escolha cantos secos OU cantos arredondados (aquele pé com cantos secos e arredondados deu o maior trabalho, já o rabinho foi mais fácil, e a asa e o bico foram super fáceis).

Eu gosto do desenho avançando a lateral. Acho que dá um toque mais moderno. Mas fica a seu critério. Lembre-se apenas que se o fundo for inteiro, você terá que fazer de uma só vez.

Eu comecei pelos pedaços menores. Quando fui fazer o corpo do pássaro, o olho e a asa já estavam prontos. Não acho que faça diferença, porém, pense nisso antes de começar.

Foi minha primeira caixa com o isopor na tampa, então tive algum problema com o arremate da tampa, onde acaba o isopor e começa o papel cartão. Eu deveria ter feito o papel cartão chegar até 2mm antes do fim do isopor, e arredondar o canto do isopor. Mas como eu tinha feito previamente a tampa, acabei deixando quase todo o isopor sem o papel cartão. Erro feio!

Tentei preencher com manta acrílica e não tive um acabamento bom. Pense nisso antes de começar a caixa.

Eu usei duas camadas de isopor de frios/bolachas de mercado. Inclusive a camada de baixo era amarela. Não sei como é o resultado usando o isopor pluma, mas achei o resultado desse completamente satisfatório! O meu problema foi somente com o tamanho. Minha caixa tem a tampa de 15cmX15cm, e na hora que fui cortar o meu isopor, ele era 14,8X14,8. Isso fez com que o acabamento ficasse pior. Mais uma vez, fiz com "recursos escassos"

Veja mais fotos maiores no meu álbum:
http://picasaweb.google.com/trecosdefeltro/PassaroAzulPatchworkIsopor#

Preciso urgentemente comprar uma câmera fotográfica com um macro melhor!

quarta-feira, janeiro 06, 2010

Kit de cartonagem Vitrine do Artesanato

Terminei minha caixa, que fiz a partir do kit de cartonagem da vitrine do artesanato, vendido inclusive no Ateliê na TV (esse kit). Vejam o resultado:



Eu usei o tecido verde, e usei dois outros, um lilás de bolinhas pequenas e um de florzinha com fundo branco. Todos roubados, afanados, surrupiados, do estoque da minha mãe! Que, apesar de tudo, me deixou usá-los sem nem ter que economizar! E me deixou escolher qualquer um de sua coleção.

Escolhi outro tecido para substituir aquele um de flor que na minha opinião muito pessoal é horroroso!

A única consideração que faço é que, com o tecido fundo branco, precisei encapar todo o papelão com folha sulfite, porque se assim não fosse, a capa ficaria com um risco (para quem viu a aula, sabe que o indicado é juntar a lombada com as outras duas partes usando um pedaço de sulfite, que ficou aparecendo por baixo do tecido com fundo branco). Mas, eu consegui contornar.

A reclamação, e o motivo que venho aqui escrever, é que comprei o kit porque pensei: "se eu cortar o papelão, vai sair tudo torto! Melhor comprar o kit que vem certinho!"

Mas não! Não veio certinho! Duas laterais da caixa vieram faltando uns 3 mm. O suficiente para deixar a caixa com um vão enorme! Sim, enorme porque o mínimo que eu esperava é que as peças viessem do tamanho certo! Mas não foi isso que aconteceu.

Foi ótimo ter comprado o kit, principalmente porque eu não pretendia ir até uma loja qualquer e me deslocar para aprender (de ônibus tudo é mais difícil). Então, aprendi tudinho, não perdi material (além das sobras inevitáveis de tecido) e fiquei muito feliz.

Outra coisa que *eu* achei ruim, é que a base da bandeja não precisaria ficar sem um papel cartão! Fui lá, peguei um daqui de casa e coloquei um fundo decente! Assim, ficou melhor e mais rígido, afinal, não precisei retirar as fitas crepes que são o que realmente dão a estrutura para a caixa.

No final, o saldo foi positivo. Tenho uma caixa enorme (se eu fosse escolher, teria feito duas menores) mas que ficou muito linda! E achei minha combinação de cores muito linda! Mas isso é muito pessoal.

Se eu recomendo? Não sei! Se você está disposto a não olhar pequenos detalhes, e não vai cobrar perfeição, acho muito comodo. Dá para aprender direitinho, e o DVD é muito bom *mesmo*.